Diário de Luiz Felipe

por  LUIZ FELIPE BRASIL SANTOS

9º. dia - 17/09 - BELORADO


A jornada iniciou às 07 horas, quando saímos (eu e Fernando) de SANTO DOMINGO .

Dormi bem a última noite, na hospedaria das freiras. Poderia até ter sido melhor, não fosse a preocupação em acordar às 5 h e 30 min. Isto porque as freiras não têm serviço de despertar. Quando indaguei sobre isso à freira que atendia na portaria, ela disse não haver o serviço e me sugeriu que rezasse pelas almas do purgatório, que ELAS tratariam de me acordar no horário desejado. Não o fiz, e, por conseqüência, fiquei com a preocupação.

A etapa não foi difícil, nem muito extensa (22,4 km) , mas o acúmulo de cansaço começou a cobrar seu preço. No meu caso, uma leve dor nas costas, que está incomodando. Pouco, certamente, comparado aos problemas com bolhas e tendinites que boa parte dos peregrinos tem apresentado.

A caminhada de hoje foi predominantemente à margem de rodovias. Caminhamos mais lentamente, o que fez com que chegasse a BELORADO às 12 h 30 min , após 5 h 30 min , com algumas paradas.

A bota começou a apresentar alguns problemas de desgaste no forro do calcanhar esquerdo, o que me forçara a tomar algumas precauções adicionais.

O clima começa a se tornar mais frio, com a proximidade do final do verão europeu. Até agora não choveu, mas há referências a previsões de chuva para amanhã ou depois.

Albergue em Belorado


BELORADO é a cidade mais desinteressante até agora visitada no Caminho. Fora duas igrejas (sécs. XVI e XVII) simples, o resto é muito feio. Cidade pequena, onde só habitam, ao que parece, velhos.

Na chegada ao Hotel Belorado encontramos mais um brasileiro, Jorge (59 anos) , que viaja de bicicleta, sozinho. Como a maioria, é paulista, e consultor de empresas. Um bom sujeito, com quem convivemos o resto do dia .

À tarde, após a "siesta", fomos ao albergue, colher o carimbo. Mais duas novas brasileiras (uma paulista e outra goiana) conhecemos lá.

Amanhã, a jornada vai até SAN JUAN DE ORTEGA. Ao que consta, não tem qualquer alternativa de hospedagem, a não ser o albergue, com água fria. Fernando vai seguir de táxi de SAN JUAN até BURGOS. Eu pretendo encarar a dificuldade e ficar por lá mesmo.

A propósito : Ronald, com uma grande ferida no pé esquerdo, permaneceu em SANTO DOMINGO . Dificilmente retomará o Caminho.