Caminho Aragonês passo a passo

por  MANOEL BRASÍLIA

Caminho Aragonês - Parte V (Rotas a seguir)

Flores do Caminho

Jaca até Arrés

Distância aproximada:24,6 km

Tempo médio: De 06.30 a 07.30 horas

Composição do terreno:

Asfalto:10,5 km; Caminhos de terra:11,9 km; Trilhas: 2,2 km

Altitudes:620 a 920 metros.

Jaca a Santa Cília de Jaca (13,9 km)

O caminho sai de Jaca pela Avenida Galícia e logo avistamos o Km 284 da estrada N-240. No Km 286 um caminho de terra à direita da estrada conduz a um trecho bonito e tranqüilo. Mas na altura do Km 287,5 estamos de novo na beira da estrada. Do km 288 a 289 mais uma pequena trilha.

Uma trilha vai conduzir as margens de um pequeno riacho. Será obrigatório a travessia do rio Atarés. Tire o calçado e coloque a papete ou sandália para atravessar o rio Atarés. É bom um calçado para atravessar o rio para não machucar os pés. Uma água geladíssima que fará muito bem aos pés. Depois da travessia um caminho de terra ao lado esquerdo da N-240 leva na direção do Hotel Aragón. Quando chega nas proximidades do fundo do Hotel existe outra transposição de pequeno riacho. Os mesmos procedimentos do rio anterior terão que ser feitos. Existe a opção de pegar a estrada passar na frente do hotel e retornar para a trilha, evitando a travessia do rio. No caso do Rio Atarés também existe a possibilidade de evitar o rio pela beira da estrada N-240. Em caso de mau tempo é uma boa opção.

A trilha que passa nos fundos do Hotel termina nas proximidades do povoado de Santa Cilia de Jaca no Km 296. Em época de chuva esta trilha vira um grande lamaçal e resta a opção de seguir da frente do hotel até Santa Cilia de Jaca pelo acostamento da estrada. O inconveniente da estrada apesar de diminuir o percurso é a falta de acostamento seguro.

Sinais do Caminho

Sinais do Caminho

Afastados da rota em tôrno de 25 km.
Monastério San Juan de La Peña.(Novo e o velho)
Monastério Santa Maria de La Serós.
Iglesia San Caprásio.

Apoio logístico:(Santa Cília de Jaca)

Dispõem de poucos recursos. Tem um bar e uma padaria, mas dependendo da hora poderão estar fechados.

Santa Cília de Jaca a Puente de La Reina de Jaca. (6,2 km)

Após a saída do povoado nada mais resta que seguir pelo lado direito ou esquerdo da estrada N-240. Na altura do camping existe um bar com possibilidade de um lanche rápido. Chega-se a Puente de La Reina de Jaca pela estrada. Quem for dormir no povoado cruzar a ponte, e quem vai para Arrés seguir uma estrada secundária abandonando a estrada principal que vai para Huesca.

Apoio logístico: (Puente de La Reina de Jaca)

Apoio limitado a 2 hostais, 1 restaurante e 1 posto de gasolina.

É um ponto importante de apoio para um bom descanso, pois a jornada do dia seguinte é cansativa. O Hostal Anaya é acolhedor e barato.

O lanche do dia seguinte terá que ser providenciado no restaurante pois a próxima jornada não tem nenhum povoado em condições de prover alimentação.

Entrada de Arrés

Puente de La Reina de Jaca a Arrés.(4,5 km)

Passando a entrada de Puente de La Reina de Jaca continua-se mais 600 metros pela estrada N-240. A estrada continua à esquerda na direção de Huesca e o caminho prossegue por uma estrada secundária asfaltada até o ponto de referência "O transformador". Quem dormiu em Puente La Reina de Jaca pega a pista de terra à direita, ao lado do transformador. Quem vai dormir no albergue de Arrés continua em frente pela estrada secundária mais 1 km.

Apoio logístico (Arrés)

Povoado pequeno quase sem recursos. Possui um novo albergue que dá um atendimento relativo a quem chega. Tem condições de fornecer uma janta ou lanche.

É necessário prever provisões para a próxima jornada até Artieda, pois o trecho é desértico sem nenhum apoio.