Peregrino Walter Jorge

Convide a um amigo a visitar este site
 
 
O Santo Graal – XIII – O Espírito (2)
Walter Jorge
Chegamos na segunda parte da Sétima etapa, a última etapa, nela iremos travar conhecimento das ultimas palavras proferidas pelo mago Merlim com os cavaleiros do rei Arthur da Tavola Redonda do reino de Camelot; Sir. Galahad e Sir. Percival, trata-se da conclusão de toda sua explanação através das etapas que ele inicialmente enunciou: a Inocência, o Nascimento do Ego; O Nascimento do Empreendedor; o Nascimento do Doador; o Nascimento do Buscador; o Nascimento do Observador e finalmente a sétima e última etapa que é o aparecimento do Espírito.

Durante toda essa leitura o Mago nos permitiu com as suas palavras a compreender um pouco da nossa pessoa, dos nossos limites e da nossa capacidade de encontrar o verdadeiro Graal.
A procura do Graal é eterna, infinita, pois sempre estaremos a sua procura.

O que é finalmente o Graal?

Continuemos com a nossa leitura

O Santo Graal?

Sétima Etapa - O Espírito (Segunda Parte)

“A voz de Merlim ficou mais suave enquanto o círculo de luz ao redor deles praticamente se extinguia”.

- Vocês, mortais, anseiam por milagres, digo eu, e na qualidade de filhos privilegiados do universo, nada lhes será negado. O espírito é o estado do milagroso, que se desenrolará em três estágios:

" Primeiro, vocês vivenciarão milagres no estado chamado consciência cósmica. Cada evento material terá uma causa espiritual. Cada acontecimento local também estará acontecendo no palco do universo. Seu menor desejo fará com que as forças cósmicas o tomem realidade. Por mais maravilhoso que isso possa parecer, esse não é um estado muito adiantado, porque muito antes de alcançarem a consciência cósmica, vocês estarão acostumados a ver seus desejos espontaneamente se tomarem realidade”.

" Segundo, vocês realizarão milagres no estado denominado consciência cósmica. Este é o estado de criatividade pura, no qual vocês se mesclam com o poder de Deus, por meio do qual Ele cria os mundos e tudo que acontece nesses mundos. Esse poder não tem origem em nada que Deus faz, ele é apenas Sua luz de consciência. Como um brilho rico e dourado, vocês verão a consciência divina reluzindo através de tudo que seus olhos contemplam. O mundo ilumina-se a partir do interior, e não existe nenhuma dúvida de que a matéria é simplesmente o espírito manifestado. Na consciência divina, vocês se verão como aquele que cria, não o que é criado, o que dá a vida, não o que recebe”.

" Terceiro, vocês se tornarão o milagre, no estado conhecido como consciência de unidade. Agora, qualquer distinção entre o que cria e o que é criado desapareceu. O espírito dentro de vocês se incorpora ao espírito de tudo o mais. O retorno de vocês à inocência é todo-abrangente, porque, à semelhança do bebê que toca a parede ou o berço e só sente a si mesmo, vocês verão cada ação como o espírito derramando-se sobre o espírito. Vocês viverão num completo conhecimento e confiança. E embora ainda pareçam morar num corpo, ele será apenas um grão de Ser nas praias do oceano infinito de Ser que são vocês mesmos”.

“ Os dois cavaleiros não tinham idéia do tempo que Merlim levara fazendo essa exposição. Eles tinham a impressão de terem sido erguidos num espaço no qual esferas de Ser se abriam uma depois da outra como as pétalas de uma flor. E quando a última se abriu, um diamante quase transparente, que mal podia ser visto, girava no centro”. - O que é isso? Galahad teve vontade de perguntar, mas não ousou fazê-lo”.

- Contemplem o Graal - sussurrou Merlim. - O desabrochar da sua busca conduziu a uma visão da meta, o ponto de pura luz, a essência do diamante que arde dentro da sua alma.

“ Os dois cavaleiros se ajoelharam no chão frio e rezaram em seus corações pedindo para merecer a visão”.

- Vivam em devoção a este momento - disse Merlim. - Eu os trouxe aqui por causa do seu mais íntimo desejo, mas agora vocês mesmos precisam conquistar o verdadeiro Graal, e não apenas a visão dele.

- O verdadeiro Graal? - murmurou Percival. - O que devemos procurar, esta mesma imagem?

- Não esperem nem antevejam - advertiu Merlim enquanto a visão do Graal começava a desaparecer. O homem vai a busca de símbolos, e os símbolos mudam a cada época. Mas o que lhes mostrei não foi um símbolo, e sim a verdade. O Graal é a partícula de cristal do Ser no coração de vocês. Ela reflete sutilmente a luz em suas facetas, e desses reflexos sutis surgem todas as faculdades da mente e do corpo que vocês percebem com seus sentidos. Como reflexos, eles são reais, mas muito mais real é esse diamante transparente de puro Ser.

“ Inesperadamente, Merlim bocejou, inclinando a cabeça para trás como se esse fosse o ato mais agradável do mundo. Ele estendeu os braços bem abertos e se levantou - Estava agora quase escuro como breu, o fogo havia se apagado completamente, mas Percival e Galahad podiam sentir o olhar de Merlim fixo sobre eles. Ele disse”:

- Um dia vocês olharão para trás, para esta noite, e perguntarão: "Quem é você, Merlim?” Além da esfera do tempo, assim responderei: Sou aquele que não precisa de milagres. Sou um mago, e o fato de eu estar aqui é um milagre suficiente, o que poderia ser mais milagroso do que a própria vida?

“ Com a luz que se extinguia, o velho desapareceu. Percival e Galahad permaneceram imóveis, sem emitir um som. O fascínio da fala de Merlim ainda tomava conta deles, e quando ele começou a diminuir, ambos tremeram, lamentando terem que voltar a terra. Ao amanhecer, iniciaram o retorno ao Castelo. À luz dourada do sol, Percival avistou o rei Arthur de pé, na janela de seus aposentos reais; ele estava olhando diretamente para eles”.

- Você acha que devemos falar com ele sobre o que aconteceu? - perguntou Percival, fazendo um gesto em direção ao castelo.

Galahad sacudiu negativamente a cabeça.

- Estou certo de que o rei sabe o que aconteceu; deve ter acontecido a ele, ou porque outro motivo ele estaria tão relutante em falar sobre o Graal? Mas quero lhe dizer uma coisa, Irmão Cavaleiro. Eu gostaria que Arthur compreendesse que estamos com ele e Merlim nessa busca. Vamos chamar esta noite de noite da gruta de cristal. O rei saberá ao que estamos nos referindo.

E embora eles não tivessem estado numa gruta e sim debaixo do dossel de um céu estrelado, Percival concordou instantaneamente com a sugestão de Galahad.


Essa é apenas uma pequena parte de um todo que reservamos para os nossos leitores sobre a compreensão e o real significado do que seja o “Santo Graal”.
Continuemos com a nossa leitura sobre o Graal.
Vamos, na intimidade do nosso pensamento perguntar: o que é realmente o Graal?

Muitas surpresas estão a sua espera.

 

Enviado por Water Jorge
 
Parte integrante do site Caminho de Santiago de Compostela - O Portal Peregrino
Copyright  1996-2003