Peregrino Walter Jorge

Convide a um amigo a visitar este site
 
 
Pequena História de Santiago - 01 - O Início de um Santo (primeira parte)
Walter Jorge

            Não poderíamos iniciar os nossos trabalhos sem falarmos um pouco sobre as origens desse Santo, esse Apóstolo de Cristo, o primeiro dentre eles a derramar seu sangue pela sua fé e que acabou se transformando em um marco no processo de desenvolvimento de um país e de um continente, daí surge à pergunta:

Quem foi Santiago:

            Os primeiros dados biográficos existentes do Apóstolo Jacobus (Iago, Tiago, Jacques, Santiago), procedem principalmente dos Evangelhos, na verdade era conhecido como Iago, “o Maior” (mais Velho), para distinguir de um outro Apóstolo com o mesmo nome, provável irmão de Jesus como eram chamados os primos-irmão e que seria de menor importância do que ele. Alguns informam que o outro Tiago era o filho de Alfeu Cleofás, também discípulo de Jesus e pertencente ao Grupo dos DOZE, para distinguir do outro, São Marcos (Mc), chama de “o menor” (Mc. 15,40) filho de Maria, a mulher de Cleofás (Mc. 15.47) e irmão de José. Este Tiago “o menor” a que tudo indica é o mesmo citado como “irmão do Senhor” (Mc. 6,3) e que, por ter parentesco com Jesus, foi uma figura relevante, depois da morte de Jesus, na Primitiva Igreja de Jerusalém.

            Torna-se muito difícil uma perfeita caracterização entre o Tiago filho de Alfeu Cleofas (irmão de São José e um dos discípulos a quem Jesus apareceu, depois da Ressurreição, no caminho de Emaús) e Maria Cleofas (prima-irmã de Maria Santíssima que esteve juntamente com Maria Madalena ao pé da Cruz), e o Tiago “o menor”, os dados encontrados sobre ambos se confundem. “Achavam-se ali também umas mulheres, observando de longe. Entre as quais Maria Madalena, Maria, mãe de Tiago Menor e de José, e Salomé” (Mc. 15.40).

Gravura na qual Jesus viu Tiago, filho de Zebedeu, e seu irmão João, que estavam no barco a consertar às redes; e chamou-os.

Tiago “o menor” Apóstolo, tinha quatro irmãos: José, chamado o Justo; Simão, segundo bispo de Jerusalém (o Zelador ou Cananeu); Maria Salomé (mãe dos apóstolos Tiago “o maior” e São João “o evangelista”) e São Judas Tadeu, deixando a entender que o mesmo era tio do Tiago “o maior”.

            O Evangelho informa que Tiago “o maior”, era filho de Zebedeu (Mc. 1,19) e Salomé (Mt. 27,56), e irmão de São João o Evangelista (Mt. 4,21). Quanto ao local do seu nascimento, são vários os autores que o situam na localidade de Jaffa, perto de Nazareth, na beira do lago de Genesareth. Outros dão como local de nascimento Betsaida, a aldeia de Simão-Pedro, de André e de Filipe, uma vila situada ao N.E. do mar da Galiléia. Era pescador (Mc. 1,19) (trabalho da família) e andava a lançar rede no mar da Galiléia, tarefa na qual estavam associados com os irmãos Simão (São Pedro) e André (Lc. 5,10; Jo. 1,40). O mesmo nome Betsaida significa Casa de Pesca ou Casa de Pescadores, e estava situada na parte oriental do lago Tiberíades.

            Informa também o Evangelho, que quando Jesus andava a beira do mar da Galiléia, viu dois irmãos: Simão, chamado Pedro, e seu irmão André. Estavam lançando a rede ao mar, pois eram pescadores. Jesus disse a eles: “Segue-me, e eu farei de vós pescadores de homens”. Eles imediatamente deixaram as redes e o seguiram. Caminhando um pouco mais, Jesus viu outros dois irmãos: Tiago, filho de Zebedeu, e seu irmão João. Estavam na barca com o seu pai Zebedeu consertando as redes. Jesus os chamou. Eles imediatamente deixaram a barca e o pai, com os empregados, e os seguiram (Mc. 1,16-20).  Jesus com os seus discípulos andava por toda a Galiléia, ensinando em suas sinagogas, pregando o Evangelho do Reino e curando todo o tipo de doença e enfermidade do povo. Salomé os acompanhou.

            Deste grupo de pescadores, Jesus escolheu os seus primeiros quatro discípulos: Pedro e seu irmão André, Tiago “o maior” (Santiago) e seu irmão João, que o seguiram de forma enérgica e imediata, Salomé acompanhou os seus filhos.

Representação do Apóstolo Santiago em um tapete de lã, em alto relevo, existente no Museu de Belas Artes de Reims (França).

            Os doze discípulos de Jesus, seus Apóstolos eram: (Mt. 10,2-4); Simão, chamado de Pedro; André, irmão de Pedro (Mc. 1,16); Tiago (o maior), filho de Zebedeu; João (o evangelista), irmão de Tiago (o maior) (Mc. 1,19); Felipe (Jo. 1,43); Bartoloméu, também chamado de Natanael; Tomé, também chamado de Dídimo; Mateus, o publicano (Mt. 9,9); Tiago (o menor), filho de Alfeu Cleofas; Tadeu, também chamado de Judas, irmão de Tiago (o menor); Simão, o canadeu (o zelador); e Judas Iscariotes (conhecido como o traidor).

            De todos os discípulos que acompanharam Jesus, estes constituídos de um grupo de DOZE, Santiago, junto com o seu irmão João e mais Pedro, converteram-se num dos discípulos prediletos de Jesus, fazendo parte do grupo dos íntimos. Nos acontecimentos ditos chaves, foram como testemunhas excepcionais.

            Ao longo dos Evangelhos, Tiago (como é chamado) aparece em momentos cruciais como para assistir no Tabor à Transfiguração (Mt. 17,1-2; Mc. 9,1-2; Lc. 9,28-29), a Agonia de Cristo no Horto de Getsêmani (Mc. 14,33; Mt. 26,37-37), para acompanhar Jesus na casa de Jetsemani e é especialmente citado com Pedro e João para presenciar a Ressurreição da filha de Jairo (Mc. 5,35-42; Lc. 8,51). Abandonou Jesus nos momentos da sua paixão, como fizeram os outros Onze, mas em seguida voltou ao Cenáculo, onde se lhes apareceu Jesus e para onde voltaram os Onze depois da Ascensão do Senhor aos Céus (Mc.16,19; Lc. 24,50).

         No próximo artigo continuaremos a falar sobre as origens de Santiago bem como a Etimologia do seu nome.

            Aguardem.
 

Enviado por Walter Jorge
 
Parte integrante do site Caminho de Santiago de Compostela - O Portal Peregrino
Copyright  1996-2003