Peregrino Walter Jorge

Convide a um amigo a visitar este site
 
 
Comentários Peregrinos - A Multa
Anacleto (o nordestino)
Fui e voltei, não dá para ficar longe da turma, dessa turma querida que mora no meu coração situado ao lado esquerdo do meu peito, puxa vida, mais uma vez peço perdão pelo erro cometido, meu coração fica situado em baixo do meu peito esquerdo, me esqueci que tenho dois peitos, um de cada lado.

Lendo as notícias que WJ joga no lixo, descobrir que é sumamente proibido colocar azulejos nas paredes das casas no pueblo de Villafranca del Bierzo, quem ousar desrespeitar tal medida, ficará sujeito as pesadas penas da Inquisição, pois a colocação de azulejos é privativo da Igreja.

Um nosso amigo galego afrontou o Ayuntamiento local e o resultado foi ter recebido uma pesada multa. Chorou pitangas, nada conseguindo e mais uma vez a “Ave Fênix” teve de suportar as duras penas da lei, ou paga a multa ou vira Igreja.

Com esse dilema em sua cabeça o nosso Jesus, um cátaro de formação, não quis ver seu albergue transformado em uma Igreja e incorporada a existente ao seu lado e ele próprio virar um monge com direito a batina.

Jesus sonhando morde a língua em vez da multa

Correu de um lado para outro e cata da grana necessária, os caraminguados levantados inclusive àqueles pingados pelos peregrinos não davam para cobrir o valor da multa, olhou de soslaio (belíssima palavra, podem utilizar, não estou cobrando “royalty”) e verificou da existência sob o seu domínio de uma frota de veículos utilizados no carreto das mochilas dos peregrinos para o alto da serra em direção ao Cebreiro.

Após realizar seus cálculos matemáticos sob a supervisão do meu grande amigo Leonardo Da Vinci (WJ já era), chegou à conclusão de que mesmo com a venda daqueles três possantes não cobriria o referido valor, estava abalado com a aquela situação, saiu porta afora para tomar um pouco de ar, pois sua cabeça estava a fervilhar.

Estava a pensar quando sua vista pousou sobre aquele burrico, já aposentado e que o ajudara naquela faina diária de arar seu terreno para a plantação de pimentões e do carreto para o alto da serra transportando mochilas. Posteriormente com a grana entrando (a rodo) com o referido transporte, o mesmo foi devidamente aposentado com todos os direitos de lei e substituído pelos referidos veículos, não pensou duas vezes, arrolou o mesmo na lista dos produtos vendáveis.

Consultando mais uma vez o nosso Leonardo, o mesmo argumentou que segundo os cálculos elaborados e após ter consultado os números de Fibonacci e o pentagrama, verificou que de acordo com o PHI, faltavam as singulares frações dos centavos de euros, nesse momento ouviu-se um cacarejar cansativo, e Jesus olhando de esguelha para o lado, verificou a existência daquela galinha carijó, bisavô e chefona do galinheiro que o atormentava diariamente ao amanhecer, pois, em vez do galo cantar, quem cantava era aquela galinha carijó e de uma maneira desafinada sem nenhuma harmonia, não pestanejou, colocou-a na sua lista.

Um dos carros alienados

Alegre e satisfeito, Jesus de posse da lista dirigiu-se a um conceituado jornal diarista de Leon e colocou a venda pelo melhor preço os seguintes elementos: “três caros velhos, o burro e uma galinha carijó”.

É a pura verdade, não é ficção, não sou nenhum Dan Brown.

NR: Acabamos de saber que entraram na justiça contra Jesus, o burro e a galinha, estão reivindicando o pagamento sobre os danos morais, bem como sobre a falta de decoro (parlamentar?) por não terem assinado nenhum documento dando suas autorizações para a venda. As partes alegam que estando aposentados, consideram-se imune a tal ato, informando que somente Jesus poderia dar baixa dos mesmos.
O advogado de Jesus (Pedro), ao informar que o mesmo já possuía esse direito adquirido, entrou em confronto com Maria M. que alegando ser a sua esposa, casada com comunhão de bens, nada assinou a respeito.
A Radio Caminha acaba de nos informar que o litígio subiu a última instância e será resolvido quando da realização do futuro Concílio a ser realizado no ano 3000, até essa data, os referidos bens ficarão indisponíveis.

Coitado de Jesus! Meu Deus, qual dos Jesus´s?

Enviado por Water Jorge
 
Parte integrante do site Caminho de Santiago de Compostela - O Portal Peregrino
Copyright  1996-2003