Lendas e Curiosidades

Convide a um amigo a visitar este site
 
 
O CASTELO DE PONFERRADA
O Castelo de Ponferrada é um dos maiores símbolos do Caminho. Por sua posição estratégica, Ponferrada logo mostrou a necessidade da existência de um poderoso castelo para controlar a passagem e a guarda de possíveis assaltos.

A grandiosa obra foi construída em um local proeminente, às margens do rio Sil, nos finais do século XII e XIII por iniciativa dos monges-soldados da Ordem dos Templários, sofreu reformas no século XIV e posteriormente em 1924, fazendo deste lugar uma de suas mais importante base da Espanha. Encontra-se muito bem conservado.

Originalmente foi uma cidadela romana em cujas ruínas os Templários aproveitaram para erigir a fortaleza que protege a cidade. Notamos que naquele tempo os romanos já visavam àquele local como um ponto privilegiado e estratégico.

Foi habitado pelos Templários desde 1178 até a dissolução da Ordem em 1312. Todo ele é um criptograma em pedra repleto de signos, símbolos e vinculações astronômicas que fazem o delírio de muitos amantes dos Templários e dos seus ritos de iniciação.

Castelo de Ponferrada

Após a dissolução da Ordem, Alfonso XI, por doação, passou em 1340 o seu domínio aos condes de Lemos que ficou com o seu domínio durante sete anos, retornando em seguida para as mãos dos Cavalheiros do Templo. A sua entrada principal é adornada de duas pequenas torres que para acessá-la é necessário transpor uma ponte que antigamente era de madeira e levadiça;

A região de El Bierzo deve ter tido para os Templários uma grande importância, pois além de estar na via Telúrica por onde passa o Caminho de Santiago, permitindo a proteção aos peregrinos, os Templários deveriam ver aquela região por outros motivos, pois deixou muitas recordações na sua passagem, seguramente não foi só pela abundância da pesca nos seus rios, tão necessária para a sua alimentação e pelas riquezas de suas jazidas minerais, principalmente o ferro tão necessário para a fabricação de suas armas, e o ouro. Sabe-se que os Templários exploraram em muitas ocasiões as jazidas de ouro que haviam sido trabalhadas pelos romanos. Mas apesar de tudo, acreditamos que a região de El Bierzo teve uma importância para os Templários por outras razões.

É lógico pensar, que o importante para eles não foi só a construção do Castelo de Ponferrada, pois, pelas dimensões que lhe deram e pela grande quantidade de sinais que o rodeiam, segundo esse raciocínio, podemos perguntar:

- O que guardavam nele?
- Para o trabalho que exercia no local não poderiam construir um com outras dimensões, diremos menores?
- Porque construíram em Ponferrada um com aquelas dimensões? Era só por motivos estratégicos e a sua proximidade com as minas de ouro, “La Médula” exploradas pelos romanos?

Não conseguimos levantar dados de ter os Templários construído uma outra fortaleza com mais de 10.000 metros quadrados como esta. Fulcanelli informa em suas “Moradas Filosofales”: “El Santo Grial estaba custodiado por doce Templarios, estes doce custodios recuerdan los signos del Zodiaco”.

Segundo alguns historiadores, acredita-se que a Ordem resgatou dos subterrâneos das ruínas do Templo de Jerusalém, a “Arca da Aliança” e que depois desta missão reuniram-se no Concílio Ecumênico de Troyes em 1128 para fundar oficialmente a Ordem, perguntamos: Onde guardaram a Arca?
 

 
Parte integrante do site Caminho de Santiago de Compostela - O Portal Peregrino
Copyright  1996-2003