Lendas e Curiosidades

Convide a um amigo a visitar este site
 
 
A LENDA DOURADA
Ao passar em frente à Igreja de São Domingo em Pamplona, a decoração de vieiras que aparecem sobre a fachada composta no séc. XVII nos faz recordar a peregrinação. A construção dominicana da mesma realizou-se no lugar onde existia um templo dedicado a Santiago, cuja tradição, remonta sua origem a uma construção de Carlos Magno. Esta circunstância obriga aos dominicanos a manter o templo sob a devoção Jacobea. Edificado no séc. XVI possui um retábulo maior no qual se encontra a imagem do titular, realizado em 1574 por Pierres Picart e frei Juan de Beauves, também representa a história do peregrino que recuperou o burro que necessitava para prosseguir sua viagem, graças a intervenção de Santiago.

O milagre que aparece referido no “Líber Sancti Jacobi”, é assim narrado por Jacobo de la Vorágine em seu “Celebre Leyenda Dorada”.

No ano de 1100 da nossa era, um francês, sua esposa e filhos empreenderam uma peregrinação a Compostela movidos por um duplo desejo: o de visitar o sepulcro do Apóstolo Santiago e o de fugir de uma epidemia que estava causando enorme mortandade entre as gentes de seu país. Ao passar por Pamplona, se hospedaram em uma estalagem e nela sofreram várias calamidades: faleceu a esposa e o estalajadeiro roubou do marido todo o dinheiro que levava consigo e até o jumento que servia de cavalgadura para os seus filhos. Apesar de todos os infortúnios, o pobre francês reiniciou a sua peregrinação muito penosamente, tendo que caminhar com alguns de seus filhos carregados sobre seus ombros e os outros seguros pelas suas mãos.

Em certo lugar do caminho um homem que ia montado em um burro o alcançou, e ao vê-lo tão encurvado e cansado, se compadeceu dele, acudiu em seu socorro e lhe emprestou o animal para que os meninos pudessem prosseguir sua viagem mais comodamente. Deste modo o francês e seus filhos conseguiram chegar a Santiago. Acabado de chegar, estando o francês orando ante o sepulcro do Santo, este se lhe aparece e pergunta:

- Me conheces?

O francês respondeu que não. Então o aparecido o disse:

- Eu sou o Apóstolo Santiago, fui eu que sob o aspecto de homem aquele que encontraste no caminho te emprestou o burro para que pudesses chegar até aqui e te empresto novamente para que possa regressar a tua casa comodamente. Continuando informou: ao passar por Pamplona o estalajadeiro que ti roubou, sairá na rua, e na soleira de sua estalagem, se matará e tu recuperaras tudo quanto lhe tirou.

O anuncio do Apóstolo se cumpriu exatamente em todos os seus pontos. Contente e feliz chegou o francês a sua terra e a sua casa e, no mesmo momento que apeou os seus filhos do jumento, este repentinamente desapareceu.

 
Parte integrante do site Caminho de Santiago de Compostela - O Portal Peregrino
Copyright  1996-2003