Preparação do Peregrino a pé

Convide a um amigo a visitar este site
 
 
18 - ALIMENTAÇÃO
Walter Jorge
A questão da alimentação é pessoal. O que podemos lhe dizer é que se come e se bebe muito bem na Espanha, especialmente se você gosta de carne e vinho. Existem muitas cidades no caminho onde você poderá comprar provisões em supermercados. O que você vai comprar - e carregar - depende do que você gosta.

É aconselhável você estudar um pouco sobre alimentação. O brasileiro é mal informado sobre esse assunto e você pode acabar descobrindo que gasta muito dinheiro no supermercado e nem por isso tem uma alimentação adequada e balanceada. Aprenda a elaborar a sua própria dieta, mas ao passar pela região da Rioja, seja você vegetariano, ou seguidor de alguma seita, não deixe de provar o vinho, se possível servido numa "bota", uma garrafa parecida com um recipiente de laboratório químico, que esguicha vinho garganta abaixo num jato refrescante. É preciso alguma prática para beber na "bota", mas alguém com certeza terá prazer em lhe ensinar, e é bem provável que você vá ter no princípio uma estranha, mas deliciosa sensação de afogamento.

O custo de uma refeição típica , "menu del dia" ou "menu del peregrino", está em torno de 8 euros. Dificilmente encontram-se preços acima deste valor, geralmente o menu consta de dois pratos com direito ainda a sobremesa, pão, vinho e/ou água.

Atualmente, um grande número de refúgios possui cozinha devidamente equipada o que possibilita ao peregrino comprar gêneros alimentícios e preparar a refeição ao seu gosto, dessa maneira, não só evita a possibilidade de uma mudança brusca do seu sistema de alimentação que poderia provocar distúrbios gástricos, como também estaria reduzindo os custos de sua peregrinação.

No entanto não deixe de provar um pouco da rica culinária da "cocina gallega", como uma boa "caldeirada de pescado", os reconfortantes "caldiños", uma boa "tortilla", os "salmones y empanadas", também não deixando de saborear a famosa "Torta de Santiago". Quando ao bom vinho isso não se fala, principalmente os da região da Navarra.

Em Santiago é possível comer-se três dias de graça no refeitório dos empregados do "Hostal de Los Reyes Católicos" que é um hotel de luxo que fica em frente à Catedral. Para isso, dirija-se a entrada da garagem do hotel, no início da rampa munido de uma cópia xerox da sua "Compostela". Para cada refeição é necessário deixar uma cópia xerox da mesma. Aconselhamos chegar pelo menos uns 20 minutos antes da hora, pois só entram para comer os dez primeiros peregrinos, o refeitório só possui dez lugares.

O peregrino não deve efetuar no almoço, uma pesada alimentação regada com muito vinho e licores, nem deve jamais fumar principalmente nas subidas das montanhas, a própria natureza indicará a necessidade de sua alimentação. O normal é efetuar um jantar abundante rico em vegetais às 20:00 ou 21:00 (cuidado deve ser tomado com respeito a hora do fechamento dos albergues) e durante o caminho alimentar-se de frutas, principalmente banana (rica em potássio), laranja (vitamina C), leite e yogurt que podem ser adquiridos nos pueblos, ou outro alimento ligeiro que lhe seja agradável ao seu paladar, como chocolate e frutas secas.

Deve-se beber água abundantemente principalmente para as pessoas que transpiram bastante, podendo ser complementada com bebidas isotônicas para equilibrar as perdas devido à transpiração. Evite bebidas com cafeínas, tipo Coca-Cola, as mesmas causam perda de líquido e, em conseqüência aumenta a sede.
 

 
Parte integrante do site Caminho de Santiago de Compostela - O Portal Peregrino
Copyright  1996-2003