Relatos Peregrinos

Convide a um amigo a visitar este site
 
 
Reche

Magia do Caminho

Percorri por duas vezes o Caminho de Santiago da França até Finisterre. Passei por algumas experiências muito fortes e também tive conhecimento de ocorrências com outros peregrinos. Um fato se deu com um casal de peregrinos e eu gostaria que leitores deste site arriscassem uma explicação. Encontrei esse casal algumas vezes no Caminho e em alguns albergues. Em Hospital de Órbigo soube do acontecimento narrado por eles próprios. Perderam-se e caminharam aproximadamente 30 quilômetros totalmente desorientados. Num determinado momento encontraram vestígios de uma antiga calçada romana bastante comuns na região. Sem nenhuma razão aparente ele parou de caminhar e com o bastão começou a mover uma pedra dentre centenas que formavam a calçada. Para a surpresa de ambos, em baixo da pedra estavam duas moedas em perfeito estado de conservação. Logo após reencontraram o rumo e chegaram a Hospital de Órbigo onde os encontrei totalmente extenuados e emocionados. Tive em mãos as duas moedas. Uma era romana com a esfinge de César e a outra pré-romana cunhada irregularmente, portanto com mais de 2000 anos!

Achei o acontecimento bastante intrigante por várias razões. Por que sair do Brasil, atravessar o Oceano Atlântico, dirigir-se ao Caminho de Santiago, perder-se, encontrar uma antiga calçada romana e deslocar a pedra (dentre centenas) onde estavam as duas moedas?  Por que moedas de épocas tão diferentes estavam juntas?  Alguma relação evidente com vidas passadas?

Arrisquem uma explicação!

Enviado por Reche
 
Parte integrante do site Caminho de Santiago de Compostela - O Portal Peregrino
Copyright © Todos os direitos reservados
 


;