Relatos Peregrinos

Convide a um amigo a visitar este site
 
 
Ana Paula Peron

Ana PeronRelato do meu caminho

De 19 de maio a 23 de junho de 2000.
De Saint Jean Pied Port a Santiago de Compostella.

Entender o que é o caminho parece impossível mas viver o caminho é Divino.

Caminhar 800 km a pé é mais que uma experiência , é uma vivência inesquecível..

Não havia um só dia em que não agradecesse muito a Deus pela oportunidade de viver e aprender tanto....

No início tudo é novidade, os refúgios, as pessoas, o levantar e se preparar, a comida, até mesmo as dores, mas, rapidamente, tudo passa a fazer parte da sua vida, e você começa a ser verdadeiramente um peregrino ... pode demorar mais tempo pra uns e menos pra outros ... mas o fato é que, de repente, eu era uma peregrina e passei a viver a peregrinação como um fato consumado, com suas rotinas diárias....

Para mim, foi aí que ficou tudo muito mais bonito, não queria saber de controlar datas e distâncias, me entreguei de corpo e alma ao meu caminho, andava o quanto podia e fui muito humana mesmo... chorei, xinguei, agradeci, rezei, sorri, andei, parei, conheci, vivi, aprendi , ensinei ....

Desde Saint Jean Pied Port até Santiago de Compostella, foram 36 dias intensos . de catarses, introspecção e convivência. Perguntava diariamente o que tinha que aprender com isto ou aquilo, e minhas respostas sempre vinham, sempre recebia as respostas que realmente precisava e merecia saber..

Aprendi, na prática , que existem muitos caminhos e que cada um faz um caminho diferente. No começo, estranhava muito as diferenças, mas o caminho te coloca em situações em que você aprende a respeitar o caminho alheio, e eu precisava aprender a não julgar ....

Experimentei o êxtase da Fé, o êxtase de ter Deus no coração e não lá no céu (como minha criança aprendeu ). Deus está, realmente, em cada pássaro do caminho, e são muitos os pássaros do caminho. Está em cada flor do caminho, e são muitas as flores do caminho. Em cada pessoa que conversa com você, e são muitas as pessoas com quem se conversa no caminho, mas Ele está principalmente em você mesmo, e você está o tempo todo lá ... vivendo o seu caminho ... Viver com Deus o tempo todo é uma experiência maravilhosa....

Minha busca ao decidir por fazer o caminho de Santiago era exatamente o da Meditação, meus objetivos foram alcançados e em muito superados ... Aprendi que tudo é muito maior ....

Não quero deixar a idéia de que são só flores, de que sempre é tudo muito positivo e que dá tudo sempre certo ... A vida não é isto , e o caminho é a vida, condensada, potencializada, É a Vida ... e você tende a vivê-la exatamente como vive aqui, até que vai aprendendo outras formas de lidar com os acontecimentos..

As dores são muitas, bolhas, músculos exaustos, desânimo, cansaço, chuveiro frio, banheiros sujos, comida ruim, gente que não respeita as normas de convivência social, roncadores ... Mas o inverso também é verdadeiro, você encontra muito ânimo, ótimos refúgios, boa comida, bom vinho, pessoas maravilhosas, protetores auriculares(risos). Você só precisa escolher o que vai valorizar mais ... o verdadeiro ensinamento do caminho está exatamente aí ... Nas dificuldades que conseguimos superar ... nas nossas conquistas..

Eu, basicamente fiz três coisas no meu caminho, além de caminhar, é claro, Chorei, Rezei e Ri, acho que mundo seria muito melhor se estas três coisas fossem feitas diariamente. A alma fica lavada, entende??.

Fiz muitos amigos pelo caminho, aprendi sobre política, religião, amizade, companheirismo, intolerância, amor. As despedidas sempre foram meu fraco, sofri ao me despedir dos meus amigos do caminho até aprender que aquilo tudo era uma passagem. E quero deixar aqui uma homenagem especial ao meu maior amigo: Meu Cajado, que ficou lá, onde tinha que ficar..

De Arca diretamente para Santiago, foram 20 km de ansiedade e muita oração, não quis parar no Monte Del Gozo, queria chegar a Santiago daquele jeitinho que tinha passado meus últimos 36 dias, caminhando ...E foi lindo !!.

A emoção da chegada é apoteótica, a cidade de Santiago é cruel com o peregrino, mas depois nos brinda com a visão mágica da Catedral, que fica escondida esperando que você cruze toda a cidade para receber este presente de Deus..

Foi um momento de entrega ao meus sentimentos mais profundos de gratidão e felicidade, foi um choro convulsivo e em minha mente o caminho ia passando como num filme, os momentos em que precisei ser muito forte e que superei as dificuldades, os momentos de extrema felicidade simplesmente por estar caminhando, momentos de magia em que os fatos não encontram tradução na lógica e que dispensam explicações..

E ... chegar a Santiago ... não tem explicação, é a mais pura emoção, que a razão desconhece !! .

Obrigada Senhor !!!.

Ana Paula Peregrina Peron - 16/07/2000.
 

Enviado por Ana Paula Peregrina Peron
 
Parte integrante do site Caminho de Santiago de Compostela - O Portal Peregrino
Copyright © Todos os direitos reservados
 


;