Artigos Peregrinos

Convide a um amigo a visitar este site
 
 
Vacinas
Meireles
Estava ma entrada do refugio conversando com os hospitaleiros, que são fontes inesgotáveis de informações do trajeto do dia seguinte, de onde parar para comer ou descansar, como é a etapa (grau de dificuldade), onde existem refúgios etc., são ótimos auxilio no planejamento.

E surgiu uma informação que é oportuna que todos saibam. Aquele hospedeiro estava pela segunda vez neste ano, dando sua colaboração ao caminho e contou que em Março deste ano, aconteceu que um peregrino estava febril e foi constatado que estava com GRIPE e tomou-se a seguinte atitude: O peregrino ficou em Belorado por uma semana até que se cura-se. Uma verdadeira quarentena. Justificativa: não seria justo para os demais peregrinos que fossem contaminados por aquele peregrino.

Conto o fato para que todos avaliem da possibilidade de tomar a VACINA CONTRA GRIPE, não sei se este tipo de atitude (quarentena) seria tomada em outros pontos do caminho. Mas um peregrino com pouco tempo ou nenhum tempo adicional em relação ao seu planejamento poderão ter sua viagem comprometida por um simples resfriado, pois mesmo seja não retido, sua performance não será de uma pessoa sadia.

Como não milito na área da saúde, peço consultar pessoas competentes sobre também sobre a vacina contra Hepatite, principalmente do tipo A, que se dá por contaminação de alimentos e água. Sei que água é de excelente qualidade e que a comida é boa na Espanha, mas a imunização da gripe é de um ano e da hepatite para a vida toda.

Também sei que os pais e mães são muitos criteriosos em vacinas seus filhinhos mas agem de maneira distinta quando se refere a si mesmo, dois pesos e duas medidas... . Simples questão: Quantos adultos tem sua caderneta de vacina devidamente atualizada?

É só uma precação e uma possibilidade a favor do peregrino. Só uma sugestão...
 
Enviado por Jose Meireles
 
Parte integrante do site Caminho de Santiago de Compostela - O Portal Peregrino
Copyright  1996-2003