Artigos Peregrinos

Convide a um amigo a visitar este site
 
 
A Mochila Ideal
Gustavo Garcia Francisco

A mochila é um requisito <quase> que obrigatório para todos os caminhantes.
Para o caminho, usei uma Ferrino modelo Vertical 65 litros.
Aconselho porém a compra de uma mochila menor, 45 ou 50 litros.
A mochila não deve superar nunca o peso de 2 kg.

Suas características principais são:

- Estrutura rigida interna;
Mochilas com estruturas rígidas são especificas para atividades de alpinismo e caminhadas. Sua estrutura permite acomodar melhor a bagagem e carregá-la de forma mais cômoda.
Existem dois tipos de mochilas estruturadas, as internas e as externas. As com estrutura externas, estão praticamente em desuso, são na maioria dos casos modelos antigos. As de estruturas internas são mais ageis e leves. Não possuem ferragens no exterior que possam enroscar em galhos e em outros objetos.

- Dispositivo de ventilação traseiro;
Este dispositivo nada mais é do que uma àrea acochoada na parte que toca as costas. Composto de um tecido geralmente em formato de rede, deixa a pele respirar, lançando o suor para longe do corpo. Isto evita em parte que fiquemos com as costas molhadas pelo suor.

- Compartimentos laterais externos;
Estes compartimentos laterais tem a finalidade de armazenar objetos de uso constante, como óculos de sol, garrafa de água, protetor solar, guias ou roteiros do caminho. Com ou sem ziper, é importante certificar-se de que tudo o que estiver colocado aqui dentro, não caia pelo caminho.

- Compartimentos inferior com acesso externo;
Neste compartimento, são geralmente colocados capas de chuva e saco de dormir. Sua facilidade de acesso externo garante a facilidade na hora de acomodar seus pertences ao sair do refúgio e praticidade ao acessar a capa de chuva quando caem os primeiros pingos d'água. Também pode-se colocar aqui os calçados e outros equipamentos mais pesados.

- Tecido resistente a água;
Toda boa mochila deve suportar uma garoa sem ter que ser colocado sob uma capa de chuva. É essencial que o tecido da mochila seja sintético, não encharcando (o que seria fatal) e mantendo a água do lado de fora. O Nylon substituiu a lona a muito tempo e hoje já existem outros tecidos como o Supertex (usado pela Ferrino) e o goretex (Dupont), ambos repelem a água.

- Costura dupla;
A costura dupla encontrada em toda extensão da mochila, garante que será mais dificil acontecer um rasgo. Observe a qualidade da costura tanto externa como internamente e principalmente as dos ziperes. Uma costura rasgada comprometera a viagem.

- Capa de proteção de chuva;
Atualmente muitas mochilas contam com capas próprias de chuva. Ou são embutidas num compartimento específico ou podem ser compradas separadas. Estas capas são muito eficientes contra chuva e temporal e devem ser de cores chamativas e possuir até mesmo tiras de material refletivo para garantir sua segurança quando caminhar por ruas e estradas.

- Tiras refletivas;
Quase nenhuma possui, mas tiras refletivas na parte da frente e nas alças da mochila são sinônimos de segurança.

- Barrigueira com ajuste;
A barrigueira é o coração da mochila. Voce devera ajustala bem firme para concentrar o peso da bagagem na sua cintura e não nos ombros. A barrigueira deve ser larga e acochoada, cobrindo quase toda a circunferencia da cintura. Transferindo o peso dos ombros para a cintura, garante que sua coluna vertebral não sera exposta a todo o peso da mochila.
Evite a qualquer custo mochilas para alpinismo que tem apenas uma tira que envolve a cintura. Esta não serve para caminhadas. (No meu entender, não servem para nada.)

- Alças acochoadas;
As alças da mochila devem ser acochoadas e ter uma tira peitoral com ajuste para garantir sua posição. Se a barrigueira estiver presa firmemente ao seu quadril, as alças da mochila ficarão praticamente livres. Sinal de que as sua coluna vertebral estara a salvo de grandes esforços.

- Tiras para regulagem do tamanho das alças;
Serve para ajustar o tamanho das alças da mochila e garantir a posição vertical da mesma.

- Tiras de aproximação ao ombro;
Estas tiras servem para aproximar a mochila aos seus ombros, facilitam na hora de colocar e tirar a mochila e permitem que voce mantenha uma postura correta ao caminhar.

- Tiras de compressão;
Estas tiras estão nas laterais da mochila e servem para comprimir a bagagem de forma a tomar menos espaço e em consequencia aproximar o peso do equipamento junto ao corpo.

- Alças de apoio;
Estão localizadas sobre as alças da mochila. Servem para sustentar as mãos pelos polegares (como suspensórios) a fim de relaxar o braço durante a caminhada.

Finalizando:

Algumas outras características como varal para secar roupa, alças para bastão, fechamento interno amarrado e externo com presilha, ganchos e etc variam de acordo com cada fabricante.
Os preços de boas mochilas variam entre R$ 200,00 a R$ 400,00 dependendo da marca modelo e loja. Portanto, pesquise.

Exemplos de marcas boas:

Ferrino - http://www.ferrino.it/
Lafuma - http://www.lafuma.fr/
Macpac - http://www.macpac.co.nz/
Lowe Alpine - http://www.lowealpine.com/

Muitas fabricas estão concentradas principalmente na europa. Mas garanta o equipamento antes de sair do Brasil. Assim você tera tempo de testá-lo!

Existem marcas brasileiras no mercado, mas realmente não atendem a qualidade. É só olhar a costura por dentro da mochila para conferir!

Cuidado para não comprar gato por lebre! Imprima e leve esta lista quando for as compras! Isso facilitara você a escolher a melhor mochila para o seu Caminho.

Enviado por Gustavo Garcia Francisco. Visitem sua homepage em: http://www.imagei.com/santiago/
 
Parte integrante do site Caminho de Santiago de Compostela - O Portal Peregrino
Copyright  1996-2003