Artigos Peregrinos

Convide a um amigo a visitar este site
 
 
Para meus queridos amigos
Bia Brujita
Amigos...
sentir o Caminho em nossas vidas é o grande presente que Santiaguinho
nos proporciona...

A cada dia, quando abro os olhos sinto em minha alma a força e a coragem
que o caminho redirecionou, redefiniu em meu ser!

Aprendi quetudo posso!

No caminho, cheguei perto dos meus limites...ultrapassei alguns... e
percebi que eu mesma determinava estes limites.... na verdade, eles não
existem.. foram acumulados dentro de mim... e acho que de todos nós,
pelas normas e padrões que, incoscientemente, foram assimilados por anos
de repetições... é quase que um padrão genético!

vejo pessoas preocupadas com a idade: terei condições de fazer o
Caminho?

o que é o tempo?
- é o que faz o número dos sapatos das crianças aumentarem?
- é um amontoado de números?
- é o que faz as flores desabrocharem na primavera?
- é o que faz o sol brilhar nas manhãs?

Se acreditamos nele...as rugas da pele trocarão de lugar... vão para a
alma...

Ele existe sim... e é inexorável para quem não se abre para o vulcão de
energia que nos foi dado por Deus: a vida!

A vida que se mostra radiante a cada nascer do sol.. que nos permite o
amar, as trocas maravilhosas, os risos, as lágrimas, o sentir...

Porque aprisionar esta vida num conceito tão pequeno?
tempo...idade....
vejo preocupações tão...às vezes inuteis!
até mesmo infantis.... botas ou tenis? vai chover? vai fazer frio? a
comida vai dar dor de barriga?
Meu deus!

Me vejo agora... preparando meus equipamentos para a Caminhada...
preciso de tão pouco... que me importa se vou me molhar, ou se vou
sentir calor... quero é sentir... sentir novamente o perfume daqueles
campos... sentir as estrelas brilhando sobre mim... sentir o sol
aquecendo meu corpo e minha alma... sem nenhuma expectativa além do
SENTIR...

Que me importa se eu tenho quase cinquenta anos, se tenho em mim a mesma
diposição e alegria que tinha aos vinte ( será?) acho que aos vinte eu
me preocupava mais... eu vivia menos.. eu sentia menos...
Que me importa se o albergue estiver cheio... dormirei sob a luz da
lua...

e se tiver bolhas? Compid nelas!!!
e se perder minhas botas novamente? ( desta vez será um tenis)...
caminharei descalça...de sandálias.. caminharei com o coração....
O que vou buscar?

novamente repito:
"no lo se"... como na primeira vez...
Sei que alguma coisa me espera... algo que não vi da primeira vez? que
deixei pra trás?
um sorriso que não sorri? uma lágrima que não chorei?
que importa....
Se encontrar muitas pedras... sei que serão mais leves que as flores...
se forem pesadas... sei que estarão perfumadas pela magia do Caminho...
Tantas perguntas... tantas respostas... palavras... sentimentos...
emoções... descobertas...redescobertas...
medo?
-nenhum...
certeza?

_ uma... das grandes!!!! - O Caminho está a minha espera... está a
espera de todos nós.... peregrinos da vida...
O Caminho que me ensinou a necessidade de ser frágil.. que o choro deve
ser chorado inteirinho... sem deixar uma só gotinha ...nem "pro
Santo"....

Que os momentos dificeis são uma espécie de vestibular para a chegada da
alegria!

O caminho que vai me proprocionar outras descobertas...outras
oportunidades de compartilhar.. de viver!!!!

A alegria explode dentro de mim... consegui!!!
vou voltar... a subir... descer ... a olhar a torre da igrejinha que
nunca chega e parecia estar tão "cerquita'...

Vou dar um passo de cada vez... devagar.... presente... com calma...
é só isso que quero da minha segunda Caminhada.

é isso que quero para o Caminho de cada um de voces... meus
doces...queridos e amados amigos...

Para a caminhada que vão fazer nas terras da espanha...e para todas as
outras caminhadas... para fora, ou dentro de cada um...

Uma caminhada consciente... uma caminhada sem expectativas, sem
preocupações... com uma grande certeza: - o melhor estará esperando para
cada um... e o melhor é o que desejarmos...
O melhor são os nosso sonhos...
Enviado por Bia Brujita
 
Parte integrante do site Caminho de Santiago de Compostela - O Portal Peregrino
Copyright  1996-2003