Artigos Peregrinos

Convide a um amigo a visitar este site
 
 
Coragem de Viver
Bia Brujita
As feridas estão abertas, ainda doem e precisam do sal das lágrimas para que a cicatrização seja efetivada.

Não falo de timidas lágrimas escondidas que molham travesseiros... falo de gritos molhados que saem da alma...que lavam, que corroem as feridas brutalmente,somente assim elas serão definitivamente sanadas! Não quero cura superficial, deixem-me urrar de dor, sentir a dor inteira...completa...quero a cura definitiva...quero vida inteira, definitiva, plena...

Quero todos os caminho trilhados, quero me perder nas curvas, sentir medo, molhar-me nas tempestades, sentir o vento me empurrando rumo ao precipicio, e poder lutar contra ele....

E depois sentir o sol secando meu corpo bem devagarinho..e as máscaras se desprenddendo e caindo...uma por uma...definitivamente...

Deixem-me chorar todo o pranto, não enxuguem minhas lágrimas..quero vive-las todas..quero seca-las todas, para ter a certeza de estar merecendo o sol,, a luz!

Guardem os anoraks, escondam as caixar de lenço de papel, engavetem qualquer coisa que possa me consolar...

Quero livrar-me destas feridas para usar as cicatrizes como armaduras, como roupa nova...de gaze, translúcida, permeável... porque preciso poder sentir o sol em meu corpo, a chuva, a vida...intensa..definitiva...com muita força!!!!

Quero dormir a beira do caminho, á beira da estrada com o brilho das estrelas guiando meus sonhos para a paz!

Deixem-me viver plenamente, a vida pela metade não me satisfaz...quero sorrir todos os sorrisos, ouvir o canto de todos os pássaros, o lamento de todos os infelizes, o barulho de todas as bombas, para depois ter ouvidos de ouvir o som da paz que vai nascer depois do parto orgástico da conquista e da vontade de crescer...

Deixem-me voar...cada vez mais alto...com a força da águia e a douçura do beija flor..não me detenham...deixem-me viver a vida plena e completamente..

Quero chegar á minha catedral, queimar todas as roupas, em Finisterre, e ou qualquer outro lugar da terra...

Quero chegar ao mar, e velejar rumo ao horizonte de uma noite quase sem fim... e quando o sol nascer, deixem-me urrar de alegria, de prazer, de contentamento..

....E deixem-me serenamente compartilhar com cada um de voces a a alegria de festejar a vida! que estará explodindo dentro de mim, com a força do vulcão e a serenidade do bater de asas de uma borboleta colorida que pousará em minhas mãos nun gesto de carinho, que me será ofertado por Deus!

Deixem-me chorar de alegria... de mansinho, devagarinho, sentindo cada lágrima refescar o mundo com a alegria que ela representa...deixem-me ouvir todas as canções de amor e de guerra... ... viver cada minuto da vida como se fosse a ultima primavera que Deus destinou ao mudo... abram os olhos comigo para sentir o perfume das flores que esta primavera trará ao coração de caada um...

Vamos juntos saudar o sol, a lua que de nova iluminará nossa noite de plenitude maior!

A noite que antecederá a vida...a vitoria, a beleza... , a magia de estar vivendo cada momento de uma maneira plenamente satisfatoria e tendo a certeza de que toda a energia deste renascimento estará sendo compartilhada com todos os seres deste universo e de todos os outros universos...infinitamente.

Enviado por Bia Brujita
 
Parte integrante do site Caminho de Santiago de Compostela - O Portal Peregrino
Copyright  1996-2003