Albergue de Peregrinos
Notícias, novidades, artigos, relatos, diretamente da Espanha

Convide a um amigo a visitar este site
 
 
Várias Notícias Peregrinas
Acácio da Paz
Durante todo o verão, mais de treze mil peregrinos passaram por Sarria. A afluência de alemáes, franceses e italianos supera a de espanhois em setembro.

Setembro foi o mes dos estrangeiros em quanto ao número de peregrinos que chegam e passam por Sarria. Tem mais alemáes, franceses e italianos que espanhóis. Esta chegada massiva está provocando que as cifras de visitantes aumentem de forma considerável, sobre todo com respeito ao 2004, que foi o ano santo xacobeo.

Se os meses de julho e, sobre todo, agosto náo foram táo prósperos como o ano Xacobeo, setembro registrou uma subida importante, sobre tudo tendo em conta que náo e um mes em que tradicionalmente tem vacaciones.
Em total, desde que começou o veráo, registraram-se na Oficina de Turismo de Sarria mais de treze mil peregrinos. As cifras foram mais baixas com respeito ao ano passado, mas náo tanto gracias a espetacular subida do mes de setembro, em que o peregrino alemáo é o de maior importancia. En julho se contabilizaram 4.752 peregrinos, entretanto em agosto se fez notar a baixa de visitantes, com 3.998 peregrinos. Cabe destacar que em julho, a maioría dos peregrinos procediam sobre todo de diferentes pontos de Espanha e de Italia.

Aumento de los ciclistas

Um dado importante é o aumento de ciclistas no Camino de Santiago. Cristina González-Zaera pontualiza que a sinalizaçáo está melhor, e isto podría provocar a captaçáo de mais peregrinos que fazem o Caminho em bicicleta, e que antes cruzavan vários pontos e cidades do Caminho e muitos se perdiam. As novas sinalizaçóes em vários cidades de Galícia ha provocado que os ciclistas parem em Sarria por exemplo e, por tanto, podem formar parte das estatísticas, o que náo se pode saber com segurança em que percentual.

OUTROS CAMINHOS E RUTAS

O Caminho do Norte atrae cada vez a mais gente. Prova disso sáo os números, crescentes desde a abertura do albergue de Oviedo em 1992. En 2003, 700 personas buscaram abrigo em a pequena parada da calle de San Pedro Mestallón. En 2004, 1.190 personas chamaram a sua porta. E o que já levamos de ano, chega já aos 1.200. Se bem que é verdade que tem meses, como os passados Janero e Fevereiro, que nem um peregrinos passou por aquí, o hospitaleiro, Pablo Alberto Sánchez, apunta que muito mal teria que passar para náo superar os ultimos registros.

«Quién va a Santiago y no visita El Salvador, va a casa del criado y no visita a su señor».

As 16 literas e os dois sofás do albergue de peregrinos ficaram pequenos. Ao menos, em este veráo. Ainda que náo seja Ano Santo Compostelano, já recebeu uma autêntica onda de peregrinos. Acostumados os responsáveis do alojamento ovetense a moderadas cifras de ocupaçao, em este 2005 já conseguido um récorde: a principios de mes, se contabilizavam já tantas pernoites como em todo o ano passado.

A frase acima alcança tantas fórmulas -todas com o mesmo sentido- como caminhos e motivos para ir a capital compostelana. Sem embargo, o hospitaleiro encontra uma bastante generalizada para explicar o aumento de visitas em um ano em que a festa de Santiago náo cae no domingo.
« O ano passado, os peregrinos estrangeiros assustou-se muito com toda a publicidade do Ano Santo, e temeram um caos».

Conclusáo: variou as tendências enquanto a procedencia dos 'clientes' dos albergues, sem chegar a cambiar os dados e a essência. Mientras a porcentagem de estrangeiros náo superava os 20%, em este 2005 ronda os 40%. ¿Por qué? A ressaca do Xacobeo os deixa o campo livre em uma ruta, os Caminhos del Norte como o del Interior e por la Costa, lhes oferece o que cada um está buscando: «A gente de fora vem concientizada do que é o caminho. Buscam tranquilidade para peregrinar . Os alemáe que chegam aquí sáo católicos, quizá se sentem mais involucrados com sua fé e com sua prática ao viver em um país em que sua religiáo náo é a maioritária, e lhes move mais esse sentimento mais marcado», assegura. Em ninhum caso busca ferir senssibilidades. Os germanos ocupa, o 'top 1' na lista de romeros estrangeiros «É importante este ano a presença de italianos», aponta.

Enviado por Acácio da Paz
 
Parte integrante do site Caminho de Santiago de Compostela - O Portal Peregrino
Copyright  1996-2003