Albergue de Peregrinos
Notícias, novidades, artigos, relatos, diretamente da Espanha

Convide a um amigo a visitar este site
 
 

Peregrinos....cadê voces?

Acácio da Paz

Caminho dos corredores, dos caçadores de selos, dos reclamóes de tudo. Caminho que a cada ano está mais ameaçado de estinguir-se e tornar-se uma nova rota: a autopista para "turistas espirituais". Caminho aonde a hospitalidade está comprometida porque a competiçáo do "mundo de fora" é trazida para o que está "aqui dentro" e perde-se o sentido da acolhida que apenas torna-se um recebimento.

Caminho dos hospitaleiros que despertam os peregrinos mais temprano do que o galo, dos que trancam os albergues antes das galinas dormirem porque "le da la gana", dos que expulsam os que caminham sem papéis/credenciais, e os que poem muitas normas inventando assim um caminho que náo existe.

Este é o Caminho de Santiago ? Por que está perdendo seu verdadeiro sentido ?

"Caminho que tem uma meta" assim propaga Santiago de Compostela. Mas que meta é esta ? Os peregrinos já correm mais dos de antes, as etapas tornam-se maiores do que as do Codex Calixtinus. Os peregrinos de hoje buscam kms, selos, albergues luxuosos, preços gratuítos, e tudo o que tem direito. Os peregrinos de antes o que buscavam ?

Como peregrino presente, vejo por detrás, como um olheiro, o que está passando e nem posso considerar o que estou fazendo como trabalho de Hospitaleiro, já que a hospitalidade peregrina náo pode ser dada para os que parecem e dizem ser peregrinos. Estamos aqui esperando algo que náo chega, algo que pensamos que vem e náo estamos vendo passar. Escutamos a palavra mágica, mas o comportamento náo é o que corresponde e o que já estávamos acostumados a ver. Esperamos algo que parece que náo existe mais: escutamos bastóes, escutamos o barulho das botas, ao horizonte vemos o contôrno do que pensamos ser... mas quanto mais se acerca menos parece o que pensamos...

P e r e g r i n o !!!!

Onde está voce ? Por que náo mais aparece por estes caminhos ? Por onde andas já que o caminho se faz ao andar.. Por onde andas peregrino ?

TRISTEZA AO ENTARDECER ( poderia ser o título de uma novela...) : vemos o albergue cheio, todo o dia selando credenciais "dos que buscam", buenos dias, buenas tardes, buenas noches, e onde está o que pensamos acolher ? Grupos de gente chegando e albergando-se nos lugares que foram feitos para os que deveriam estar, e perguntamos: O que fazemos aqui ? Onde estáo aqueles que diziam que caminhavam por este lugar e náo chega nunca?. Por onde andas peregrino ??

Acordamos mais um dia a limpar (...fora daquí nossa empresa de limpeza sería um sucesso) o que "o peregrino" deixou como suas marcas-vassuras, sem menos recolher o que fez-se em estar. Horas rotineiras a preparar o lugar sagrado para que "o alguem" que caminha possa estar sem menos reclamar. Boas horas a limpar, esfregar, varrer, perfumar para o convidado que vai chegar.

9 Horas da Manhá: o sol ilumina o caminho dos caminhantes disfarçados-peregrinos que passam e ao grito "Sello! Sello!!" querem ir ao banheiro, pegar uma cama para descansar um pouquinho e depois seguir adiante com a sua carreira ou usar a piscina como um club de ferias; tudo isso exigido como manja dos Céus.

Ao final a porta é aberta. O corre corre para a cama deixa a um lado o respeito do que é mais sagrado: o lugar que foi preparado e dedicado a quem sempre esperamos chegar...

As horas passam, o dia passa, e quem esperamos náo chegou. Novamente albergue cheio, camas selecionadas por aqueles que querem sua cama baixa, embora tenhamos que abrir outra habitaçao sem ter completada a primeira, colecionadores de selos que correm na frente dos que caminham mais lentamente, albergue gratuito. Exigências "peregrinas" (?!) ou costumes de turistas que se equivocaram de lugar ? Onde estáo os que náo exigem ? Os que somente agradecem o que o Caminho doa e levam adiante a bandeira da humildade ?

Cadê voces Peregrinos ?

Com saudades do que esperamos reencontrar. En memoriam.

Peregrinos....cadê voces ?

Acacio e Orietta

Enviado por Acácio da Paz
 
Parte integrante do site Caminho de Santiago de Compostela - O Portal Peregrino
Copyright  1996-2003