Albergue de Peregrinos
Notícias, novidades, artigos, relatos, diretamente da Espanha

Convide a um amigo a visitar este site
 
 
O Caminho para 2006
Acácio da Paz
O que comparto é o que ainda estou concluindo sobre este misterioso caminho. Depois de algum tempo buscando respostas a algumas perguntas de peregrin@s que por aqui passam, por mesas compartidas durante horas madrugadas; copas de vinho la Rioja; chorizos e rujos. Despedidas; saudades; sorrisos e lágrimas, histórias de quem faz o caminho existir: O PEREGRIN@. Escrevo testemunhos e coloco no ar ao universo estrelar; ao caminho virtual; ao mundo peregrino; a todos os peregrinos que já fizeram; aos que ainda vão chegar; e para aqueles que comparti este lindo caminho.

Gracias a todos vocês!

Espero vocês para continuar esta conversa no nosso Refúgio em Vilória de Rioja.

“O conceito de peregrinação é utilizado em todas as culturas de forma alegórica para expressar a semelhança entre a viagem física do indivíduo para venerar um lugar sagrado e a viagem espiritual que este deve seguir em sua vida. A alegoria é uma forma de comunicação simbólica, na qual um feito real, um recurso visual ou escrito é somente aparente e contém outro significado de caráter distinto e oculto, às vezes compreensível somente por um grupo reduzido de pessoas.”

O Caminho de Santiago é um simbolismo do caminho interno que os homens devem recorrer para despertar a consciência dormida através do caminho iniciático pela natureza, que conduz os seres humanos através da espiritualidade; formando uma vivência junto a ela, a conseguir nossa auto-realizaçáo.

O Caminho de Santiago une os dois extremos nas almas. Assim podemos considerar que o Caminho de Santiago é uma forma de íntima entrega.

A energia telúrica que existe no Caminho permite o encontro com a nossa alma proporcionando o encontro com o físico e o espírito, mediante o aprofundamento e proteção do exterior, com recolhimento interior de sua alma (mostrando a mente nossa missão com a nossa alma).

Quem não é correto de alma não encontrará o caminho. Caminhar pelos portais da iniciação; entrando em uma a uma das 7 ou 8 portas do caminho, abrindo-as, descobrindo-as no que ficou atrás e o que está a frente das sendas estrelares, permitirá você ter um melhor contato com sua própria essência , com seu próprio EU.

Frases de alguns testemunhos:

Muitas coisas podem mudar no seu caminho; o sonho Não, os amigos Nunca. Caminhe para reencontrar seus amigos, “unidos pelo caminho jamais separados”.

- Caminhe com seu novo amigo VOCE MESMO.

- Todos somos caminhantes, sabedores que o caminho mais sublime é o que reside dentro de nós.

- O sentir se traduziu em expressão racional. Assim caminhamos sentindo novas sensações e emoções nos encontros. Ative os sentidos.

Sei que nos encontramos no passado distante e o nosso destino é o aprender e aprender, com o auxílio daqueles que está circunstancialmente ao nosso redor.
Seu coração é seu guia e a fé te conduzirá

Quando eu Acácio, repito o caminho me esqueço da minha experiência antiga, por quê? O caminho é o encontro diário do perdão dentro de meu coração. Em cada curva encontro um amig@, em cada árvore a lembrança de que este amig@ estará novamente aqui. Em cada fonte a sede é saceada e este amig@ continuará aqui me esperando mais uma vez em mais um Caminho. Reencontros e mais um Adeus. Mais um regalo de Deus. Aproveitem seus amigos del camino.

O Caminho é purificação; fica difícil passar por ele sem ser peregrino.

Não esqueçam de ser peregrino e de não ter vergonha de sê-lo.

Quando comparto as perguntas e respostas sobre o que levar, como se preparar etc., pergunto-me? É necessário preparar-se para tanto? Escute com atenção a todas as dicas de todos, mas sinta dentro de você o que seu coração quer dizer.
O peregrino passa por diversas transformações anímicas pelo fato de sua alma, afinada pela receptividade, oração e meditação ao caminhar, passando por lugares de energias... Esta energia existe em toda parte onde encontramos: calor- vida - luz e som.

Contudo observamos !!!???...

Quando vamos ao caminho somente para VISITAR amigos esta energia sentida é diferente de quando estamos nele durante o tempo da peregrinação. É uma sensação estranha estar no caminho por alguns dias e depois voltar para onde estamos. Fica algo perdido no ar, a sensação de ter entrado em um lugar que não tínhamos que sair mais. A preparação é importante quando temos que interagir dentro deste Caminho Sagrado. A essência dos mistérios torna-se exotérica, no bom sentido da palavra; tudo o que até então vivia no íntimo é agora edificado. Ter a consciência dele é onde esquecemos e não providenciamos esta preparação.

Os Albergues:

Muitos mais albergues nestes 2006 pelo caminho. Muitas flechas amarelas indicando o caminho a percorrer. Muitas normas, guias, peregrinos (?). O que deve ser feito e como deve ser. Sugerências para melhorar na visão de cada um. As portas estão abertas para todos; La puerta se abre a todos, enfermos y sanos. No sólo a católicos, sino también a paganos, judios, herejes, ociosos y vanos. Y, por dicirlo brevemente, a buenos y profanos.

Críticas construtivas, novas normas, por quês? Assim é o caminho e assim sempre será.

O espírito Jacobeo deve continuar e deve ser para aqueles que buscam as respostas deste solo sagrado, escutando o chamado e caminhando onde temos que ir; mais certamente nunca vai ter um lugar para chegar e nunca será possível ter a verdadeira VERDADE deste Caminho.

Na Galícia:

Onde existe a atuação da supernatureza. Neste caminho o peregrino se expõe a espiritualidade da natureza, perceptível tanto antes como hoje: você pode presenciar os gnomos nas montanhas, as salamandras no calor tórrido nas sendas del camino, e as ondinas na umidade da Galícia (no sentido simbólico).

Contemple o que você encontrar…reverencie o que a natureza te oferece. Pare e fique reproduzindo a sua própria vivência astral por estes caminhos a fim de alcançar a certa calma, vivenciando a transformação dos motivos por estar aqui.
Finisterre:

O fim do mundo físico. Depois de ter percorrido o caminho das forças planetárias, o peregrino é conduzido ao Grande Oceano, que ele vivencia anteriormente com o Mar entérico onde estão contidos o UNIVERSO, os Planetas e a Terra. É a 2º vivencia que passa o Peregrino ao chegar ao Oceano.

Chegar ao fim do mundo significa chegar ao fim do mundo conhecido.

Ter vivenciado o oceano de modo plenamente físico, depois de ter percorrido a espiritualidade da natureza, tendo por fim, na Galícia imergido na substância aquática das ondinas, vivenciando a transição do éter cósmico.

O que percebemos interiormente ao Peregrinar, em contemplação, de imagem em imagem e de imaginação em imaginação. Vivenciar agora com a essência do espírito do mar abrindo-se em sua frente: o mar etéreo é o essencial confluído.
- Peregrinos do Brasil, nestes 2006 um ano depois de um Jacobeo; certamente muito mais de 30 % de peregrin@s que este ano; assim ano a ano; Venham com tranqüilidade, devagar, sem peso, sem pressa….peregrinar não é o mesmo do que caminhar.

Um super beijo para todos e para os que estão chegando em 2006.

ULTREYA Y SUSEIA.
Gostaria de poder estar com todos vocês em seus caminhos. Mas saibam de que aqui é a casa de cada um de vocês. Se estiverem perdidos aqui tem um ombro amigo brasileiro.

Mensagem de Manjarin (TOMÁS PARA O BRASIL)
(A campana):


Esta campana suena como saludo Al Cristo que empuja a los Peregrinos a caminar. Cuando divisamos um Peregrino tocamos la campana, no para llamarle, si no para saludar al Cristo que le empuja a andar. Si la oye o no el Peregrino, no importa, és un toque de Glória.

Tambien é un recuerdo a los Monjes que en este puerto recebion a los Peregrinos a toque de campana para que no se despistarem con la niebla.

Como és un dia cualquiera en el refúgio.

Los peregrinos se levantan a las siete de la mañana, desayunan y unos se guedan para la oración, y otros se, marcham.

Desde el primer dia, tanto a los Peregrinos que pernoctan, como los que van de paso, siempre le damos café.Pus bien, nunca nos ha faltado cuando a dinero y los alimentos escasam e siempre llega a tiempo algun Donativo.

Nos sentimos protegidos.

Tomas da Paz.
Todos Peregrinos em Manjarin é bienvenido . Venha Brasil, estamos aquí de coração aberto para todos. Saludos da família de Manjarin.

Os símbolos não morrem jamais. É, todavia a necessidade humana de ser os mesmos, se continuam buscando espadas e Graals por muitos séculos até chegar onde temos que chegar…?¿

Bibliografia básica:
Ajuda indispensável de várias páginas da Internet
Manfred Schmidt-Brabant – Caminhos estelares
Autor: LÓPEZ CABALLERO, A.
Título: “Función Social del Rito en la Tribu Urbana”

Simbologias que estão no Caminho:
Espada- símbolo de força e liberdade e da coragem viril.
Representa o poder da Luz frente as neblas.
Poder ao mesmo tempo do SOL – do ponto de vista do princípio masculino ativo e com referência aos raios solares que brilham como espadas. Por vezes era símbolo fálico.
Como instrumento cortante simboliza a decisão, a separação entre o bem e o mal e também a justiça.
No sentido esotérico, asocia-se aos signos de Ar, que é a Inteligência racional.

O as de Espadas é o espírito ao alento primigenuo, a alma e sua qualidade de percepção mental, a depuração do impulso e da sensualidade.

O graal é o as de copas a tétrada de elementos, aportando água, e os fluídos vitales: que é o sangue, o vinho que simboliza os sentimentos, a alma intuitiva, conhecimentos fecundos.
Era acessível somente ao homem puro e conseqüentemente também símbolo dos mais altos graus de desenvolvimento espiritual, depois da provação de aventuras espirituais.

Um cavaleiro do templo são Dois: o que está vivo e o outro ser humano supra-sensível que continua atuando nele – o guardião do Graal.
Acacio da Paz.
22-01-2006

Enviado por Acácio da Paz
 
Parte integrante do site Caminho de Santiago de Compostela - O Portal Peregrino
Copyright  1996-2003