Albergue de Peregrinos
Notícias, novidades, artigos, relatos, diretamente da Espanha

Convide a um amigo a visitar este site
 
 
Os Albergues
Acácio da Paz

Quando voce está mais presente dentro dos Albergues como ouvinte dos peregrinos, ou seja, entre as Associaçóes dos Amigos , escutando pessoas que contam suas experiencias de seu Caminho, ou histórias de outros peregrinos que se encontraram pelo caminho ou nos albergues. Das perguntas que muitos fazem ao informar-se sobre o que ainda váo encontrar no Caminho de Santiago, etc ....gostaria de aclarar certos pontos: quando se peregrina pelo caminho, tem que convencer-se de que é um “ caminho” que é de terra, com pedras e barro; que o asfalto chamam de carreteira, autovia ou autopista. O que sai a peregrinar deve saber que; para passar de um povoado ao outro; tem que passar por montanhas, rios, mosquitos, tábanos, avispas, pólen para as alergias, bolhas para os pés e outras mais coisas que aos poucos voce vai descobrindo.

As AACS tem o seu papel, e elas estáo tentando que para o próximo ano Jacobeo; junto com a Administraçáo pública; ponham escadas rolantes nas subidas e baixadas, tapetes para as zonas enchargadas e embarradas. Como já conhecemos o funcionalismo da administraçáo, náo garantimos que vai estar tudo pronto para 2004.

O caso dos insetos e o tema das Bolhas , é o que se tem de mais complicado e difícil para resolver, mas já estáo estudando um acordo com as Associaçóes Farmacéuticas Españolas.

Os albergues; já sabemos que; algumas vezes onde o peregrino acaba sua etapa (por que está cansado) , chega e náo tem albergue, deverá dormir ao cháo, em uma cova, quadra, ou em um monte, talvez em uma porta de igreja, ou em frente a um portal de um colégio, neste caso se já tenha chegado em uma cidade ou povoado.

Se encontrar um albergue ; ele náo tem ninguém na porta para dar-te boasvindas, ou oferecer seus serviços, ou melhor seja; está tudo sujo, náo tem TV, a água está fria, náo tem lavadora, nem secadora, as literas sáo demasiadas altas, etc. etc. etc. E como ninguém deixa nada para a sua manutençáo , muitos agora começam a cobrar. Este ponto também temos sugestóes sobre a mesa para uma soluçáo conjuntamente com o da alimentaçáo; quando o peregrino estiver chegando a uma cidade ou albergue, ele pode chamar antes pelo celular, reservar uma cama ( acima ou abaixo, na parede ou na passagem, individual ou dupla ) e que também tenha a possibilidade de eleger o MENU, ( entre seis pratos de primeiro e seis de segundo, com sobremesa variada e café ), tudo grátis, ou por um módico preço , já que tentamos SUBVENÇÁO entre as Associaçóes dos Amigos e a Xunta de Galicia.

O tercero ponto é ser mais consciente do sentido do que é peregrinar e o que é fazer turismo barato pelo Caminho de Santiago; há que ser mais honrado: deixar os albergues para os Peregrinos e náo confundir o chorizo com a velocidade. Ninguém vai buscar-te para fazer o caminho, nem é obrigatório que pernoites nos albergues.

Conformar-se com o que encontrás, e se náo..., paga uma pensáo, um hotel ou uma casa rural, e náo molestes aos que le sobra com o que existe, que é muito mais do que havia há anos.

Quando chegar a um albergue e o vê sujo, pegue a vassoura ou a fregona e limpá-lo, até que fique a seu gosto e antes de ir-se, volte a limpar para que os que cheguem o encontre melhor do que voce o encontrou.

E o mesmo faça com o caminho, a multinavalha é mais suficiente para que em um lugar onde voce veja muitas ramitas o maleza, as que atrapalham para pasar, corte e deixe de maneira que esteja a seu gosto e limpe a sujeira deixada por muitos sugismundos que se dizem peregrino da sujeira.

Na primavera e veráo, sobre todo nos feriados e nos fins de semana, a maioria que dormem nos albergues náo sáo peregrinos, sáo turistas, que aproveitam os albergues para passar uma boa semana barata. Váo com suas correspondentes credenciais e sáo os que mais protestam.

Existe Peregrinos que necessitam buscar a vida, depois de uma larga etapa, por que ao chegar ao albergue, está ocupado por pessoas que chegam muito antes que ele, ainda saindo do albergue anterior muito mais tarde e caminhando muito mais devagar. E muito mais conta um amigo peregrino, que a seus amigos que querem fazer parte do caminho, o recomenda , para ir mais leve; esquecer o saco de dormir, a toalha, o shampoo, e que somente usem os albergues para selar a credencial e falar com os peregrinos, sugerindo usar as pensóes, hotéis etc.

Tudo o que já existe e algumas coisas a mais, devem-se as pessoas que estáo nas Associaçóes de todo o Mundo , que a maioria do que já foi feito e muito do que se conserva é gracias a estas pessoas desinteresadas que estáo no Caminho , nos albergues, sinalizando, limpando...fazendo todo o ano a sua parte, mantendo o verdadeiro espírito Jacobeo.

Para terminar , gostaria de fazer uma chamada para todas as Associaçóes do Caminho para que se afronte a necessidade de fazer uma pequena seleçáo quando for dar a CREDENCIAL e que possa ser explicado de que os albergues unicamente podem ser usados pelos peregrinos que os necessitem, e que náo sejam outros, do que os autênticos peregrinos.

Gracias

Acacio da Paz.

Texto extraído e adaptado do Boletín Informativo nº107 da AACS – de Zaragoza

Enviado por Acácio da Paz
 
Parte integrante do site Caminho de Santiago de Compostela - O Portal Peregrino
Copyright  1996-2003